Políticas de Educação Ambiental

Com relação à Educação Ambiental (Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999 e Decreto Nº 4.281 de 25 de junho de 2002), visando garantir a presença de modo transversal, contínuo e permanente, a IES propõe e vivencia as seguintes estratégias:

Todos os projetos pedagógicos contemplam transversalmente a temática em diversas disciplinas, tendo como tema base o Desenvolvimento sustentável enquanto construção da cidadania, justiça social, democracia, equidade, diversidade cultural e étnica.

As diversas disciplinas dos PPCs abordam:

  1. questões e aspectos de convivência do ser humano em sociedade, usando como metodologia a reflexão e a contextualização do ser humano nas intervenções que refletem a conservação e preservação do meio ambiente;
  2. discussão e reflexão, que contemplam o histórico da educação ambiental no Brasil, as Conferências das Nações Unidas para o meio ambiente e desenvolvimento, dentre outros;
  3. conscientização e de ações efetivas quanto às questões dos descartes de sólidos e líquidos;
  4. discussões e intervenções acerca da gestão efetiva de resíduos, descarte de sólidos e líquidos, tendo como base de estudo a ISO 14000 e 14001, associando a engenharia, gestão e meio ambiente.
  5. ações de combate ao desperdício no processo produtivo bem como os ganhos de produtividade decorrentes da aplicação de sistemas de qualidade incluindo as normas de saúde, segurança e meio ambiente;
  6. aspectos como reciclagem de materiais, balanço energético e minimização de custos com utilidades.

 

Todos os estágios ampliam a visão formativa, focalizando as contribuições do profissional para o desenvolvimento sustentável enquanto construção da cidadania, justiça social, democracia, equidade, diversidade cultural e étnica.

 

Mas, não é apenas através das disciplinas que se manifesta o engajamento do curso com a Educação Ambiental. A inserção das temáticas da Educação Ambiental está presente em todas as atividades e eventos, discutindo permanentemente a Educação Ambiental e a contribuição para a sustentabilidade. No nível institucional, o curso participa de forma efetiva dos eventos promovidos pela Pró-Reitoria de Extensão, como o dia do meio ambiente e cursos voltados para a separação de lixo, palestras com temas relacionados à temática. Toda a Universidade tem um profundo engajamento com seu entorno e as peculiaridades regionais, marcadas dentre outras pelos povos tradicionais e as comunidades ribeirinhas. Por isso, surgem os Mestrados em Aquicultura e Biologia Urbana, seguidos dos respectivos doutorados. E os cursos engajam-se nesses através da Iniciação Científica e da pesquisa que envolve o uso sustentável dos recursos naturais. Um dos grupos de pesquisa cadastrado no CNPq tem como base temática “Educação e Sustentabilidade na Amazônia”.

Skip to toolbar